Gastronomia: saiba que tipo de material é necessário adquirir para o curso

No meio da imensidão de utensílios, vale esperar para saber qual área lhe agrada mais antes de fazer qualquer investimento; até lá confira a lista básica exigida

Gosta de cozinhar e resolveu estudar Gastronomia? A formação é baseada em aulas práticas e vai exigir que você invista em alguns equipamentos que serão utilizados dentro e fora da faculdade. Você vai passar muito tempo na cozinha, por isso é importante ter seu próprio material de trabalho.

Mas nada de se animar e fazer um enxoval logo no início do curso. O professor Julien Brouquet, que dá aulas nas unidades Pedra Branca e Tubarão da Unisul, recomenda que os itens devem ser adquiridos à medida que o aluno for se especializando e descobrindo suas preferências dentro da Gastronomia.

“A faculdade serve para mostrar todas as possibilidades, há um leque gigante e cada área tem sua especificidade em relação aos materiais necessários”, explica Brouquet, que é especializado em doces. Ele cita como exemplo a panela wok, que tem um fundo arredondado e é muito utilizada para refogados, em uma técnica da cozinha asiática. Nem todo aluno de Gastronomia precisa comprar uma dessas.

Facas são caras, mas imprescindíveis

É claro que há os itens coringas: como uma boa faca de chefe. Aliás, as facas estão entre os objetos principais – e mais caros – dentro da lista de materiais obrigatórios. É fundamental, inclusive, que seja de boa qualidade.

“O ideal é que seja uma peça única de metal, sem cabo de plástico porque pode quebrar ou estourar. Esse tipo de item pode ser encontrado com todos os preços, mas uma boa faca de chefe custa, em média, R$ 100”, afirma o professor.

Brouquet diz que a escola às vezes tem disponibilidade de emprestar uma faca ou outra durante as aulas, mas é importante que o aluno compre as suas, aos poucos. Até porque todo cozinheiro tem seus utensílios de estimação.

Abaixo, Brouquet, elenca os utensílios básicos que são necessários para as aulas ao longo dos dois anos do curso tecnólogo. Fora isso, é melhor entender qual área dentro da imensidão da Gastronomia vai te interessar mais, antes de fazer qualquer investimento.

Para atividades de cozinha quente e fria (custam a partir de R$ 75, segundo o professor):

  1. Faca de serra: para fatiar pães e massas fermentadas;
  2. Faca do chef grande: para cortar, picar e decorar alimentos grandes;
  3. Faca do chef pequena: para cortar, picar e decorar alimentos pequenos;
  4. Faca de desossa: para tirar os ossos das aves (desossar);
  5. Faca de filetar: para tirar filés dos peixes;
  6. Tesoura: para cortar ossos pequenos.

Para atividades de panificação e confeitaria (custam a partir R$ 7,50, segundo o professor):

  1. Espátula lisa: para alisar bolos e trabalhar coberturas;
  2. Espátula L: para alisar bolos e trabalhar coberturas;
  3. Espátula V: para resfriar chocolate derretido e calda de açúcar em cima de mármore;
  4. Extrator de polpa: para tirar os miolos de frutas e verduras;
  5. Espátula silicone: para misturar preparos com delicadeza;
  6. Raspador limão ou zesteur: para tirar as raspas grandes de cítricos ou fazer desenhos neles;
  7. Garfo de chocolateiro: para mergulhar bombons ou frutas dentro de chocolate ou calda de açúcar;
  8. Batedor manual: para aerar preparos;
  9. Descascador: para descascar frutas e hortaliças;
  10. Termômetro: para o chocolate e calda de açúcar;Bicos diversos: para confeitar bolos e tortas.