Preparar para o Enem exige disciplina de academia

Modo treino ativado, pra sua vida acadêmica ter fit com o Enem.

Quer treinar pesado para bombar no Enem? Já começa lembrando que a sua semana tem 7 dias. Nesse processo, o descanso só chega na véspera. O cronograma é monstro… Mesmo assim, precisa manter as horas de sono para dormir. Combinado?

Tá ligado que a meta é audaciosa, né? Então, bora montar o treino.

1º passo: queimar gordura para trincar no exame.

Sem perder tempo, vamos direto às séries de exercícios e grupos de assuntos que tem para praticar.

GRUPO 1: Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física, Tecnologias da Informação e Comunicação

Concentre-se nos assuntos: leitura e interpretação de textos; análise de discurso; pontuação. Além de Modernismo e Pré-Modernismo; Parnasianismo e Simbolismo; figuras de linguagem. Aposte também em cuidados com a saúde; arte contemporânea; função social das novas tecnologias; relações entre os diferentes tipos de arte.

GRUPO 2: Química, Física e Biologia

Há muita atividade por aqui, hein? Veja só: acústica; energia, trabalho e potência; resistores; forças magnéticas, indução e fluxo; gases; gravitação universal; introdução à eletrodinâmica; ligações químicas, polaridade e forças. Quer mais séries? Tem: reações orgânicas; sistema imunitário; ecossistema; fundamentos da ecologia; DNA e RNA; genética; hematologia; angiosperma; proteínas e enzimas.

GRUPO 3. História, Sociologia, Filosofia e Geografia

Enquanto descansa do pesado, carregue pedras estudando: período de escravidão e período colonial brasileiro; república brasileira; revolução industrial; período de idade média e moderna; primeira e segunda guerra mundial; Liberalismo. Para fechar esse ciclo de treino, vamos de: Iluminismo; globalização e suas consequências; Existencialismo; cultura de massa; pensadores da Grécia Antiga. E, para dar um up, estude também migrações; agricultura brasileira; geopolítica mundial; desenvolvimento humano e social; planos e blocos econômicos.

GRUPO 4: Matemática

Deixamos no grupo do eu sozinho o treino de força máxima: problemas de 1º e 2º graus; grandezas proporcionais e médias algébricas; probabilidade; área de figuras planas e polígonos; função do 2º grau e inequações; aritmética; cilindros; geometria espacial; logaritmos; paralelepípedos; potenciação e conjuntos numéricos e retas.

Né moleza não, são 12 anos de aprendizado para serem testados em 2 dias de exame.

Pega firme e conte com a gente.

2º passo: aumentar as repetições.

8 horas de treino diário é o ideal para rever todo o conteúdo e fixar os conhecimentos mais exigidos.

Então, faça pequenas pausas de 10 minutos a cada uma hora e meia de estudo. E, de 30 minutos a cada 3 horas.

Selecione os conteúdos que tem dificuldade para focar mais e no restante você segue na dinâmica, só para manter na mente. Assim, como na atividade física, tudo é uma questão de hábito, prática e dedicação.

Disciplina colega! Aí mora o segredo. Nas primeiras semanas você precisa se obrigar a cumprir um programa pré-estabelecido, depois vira rotina e flui suavemente.

Faça muitas atividades, solucione questões complexas, leia as notícias mais importantes do Brasil e do Mundo –  afinal, você quer nadar de braçada nos simulados e na redação, não é mesmo?

Aprenda a lidar com alta quantidade de informação: filtre.

Isso gera maior capacidade intelectual e emocional.

3º passo: aumentar a carga para ganhar volume.

Depois de se auto avaliar nos simulados, adicione carga horária nas disciplinas ou em conteúdo específico que lhe deu mais trabalho. E, consequentemente, criou uma certa insegurança. Livre-se disso! Sem espaço para esse tipo de sentimento agora. Vamos em frente, é na pressão que motor gira e os músculos crescem.

Vai na coragem, não precisa ter medo, nem de distensão muscular.

Lembre-se de que a sua força é a campeã.

Sem essa de dizer que não tem tempo para praticar exercícios. Isso é desculpa que não cola nem na sua academia, imagina aqui no processo de preparação para o Enem?

4º passo: fazer uma dieta para focar nos detalhes.

Para aumentar a sua performance de aprendizado, assim como no mundo fitness, você precisa concentrar nos seus pontos fracos. Dieta aqui só do excesso de entretenimento, celular e séries de tv, baladas. Ok?

Priorize e não martirize. Atualizar é necessário para você fazer uma boa redação. Por isso, fique de olhos em temas-chave que podem cair no Enem 2021.

Flexibilize. Não fique engessado só nestas dicas. Enem sempre traz surpresas.

5º passo: preparar o cárdio para ter resistência na prova.

Você está na onda de postar todo dia #TaPago. E, acha que isso que vai amenizar sua tensão?

Enganou-se. Assim como no esporte, a expectativa é diferente da realidade. Volta pra concentração, atleta. Você está em pleno campeonato, precisa dominar o conteúdo. Ainda mais se não estiver fazendo um preparatório Enem ou se terminou o Ensino Médio a mais tempo. Nestes casos, o corre é maior. Movimente-se, diariamente, até passar por todos os itens do edital.

Se liga, há muito material interessante na internet: os sites das instituições de ensino superior, o YouTube e em várias outras plataformas – inclusive do MEC – tem o que precisa estudar de forma mais compactada, dinâmica e resumida. Perde tempo não. Bora crescer!

6º passo: fazer uma reavaliação para validar seus ganhos.

Antes da prova, tire um dia para descansar o cérebro. Apesar dele não ser um músculo, requer repouso. Recarregue as energias e vibrações.

Separe os documentos, a caneta preta, o lanche que vai levar e acerte o relógio físico, não confie só no biológico para não queimar a larga desta maratona.

Dias antes, quando souber o local da sua prova, recomendamos que avalie o caminho e o melhor trajeto para chegar até lá. O seguro morreu de velho. Sei que você se dá bem com a tecnologia do mundo contemporâneo, mas vai que… Imprevistos acontecem.

No mais, bom Enem!

No dia do teste, fique de boas.

Concentração é necessária para fazer mais pontos. Concluindo, são eles que te classificam para garantir o seu lugar no pódio. E só vale tamanho esforço, se essa conquista é em uma universidade campeã. E como bem sabe, suas notas precisam ser altas para ficar bem na fita e participar das bolsas de estudo por mérito. Quanto mais elevados forem os percentuais (que fique claro que não são os de gordura), melhor para a saúde do seu bolso e é determinante para ter acesso ao curso de graduação dos seus sonhos.

Aqui na Unisul, estamos preparando as boas-vindas.

Assim que passar a pressão, tá marcado aquele açaí?