Unisul inscreve 18 projetos interdisciplinares no Ânima Nest Pocket

  • Carreira e Mercado
Programa prevê fomentar inovação no ambiente acadêmico oferecendo workshops e mentoria de especialistas

Com o objetivo de fomentar o empreendedorismo entre os universitários, o Ânima Nest Pocket ocorre entre os dias 5 de abril e 21 de junho, no formato 100% on-line. O Ânima Nest é um programa de pré-aceleração de startups das instituições de ensino que fazem parte do Ecossistema Ânima. O objetivo é fomentar a comunidade acadêmica a utilizar a inovação para gerar negócios.

A Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) inscreveu 18 equipes com 43 integrantes e 11 agentes para o programa. O diferencial deste ano, segundo o professor Fabrício da Silva Attanásio, Head de Inovação e Desenvolvimento na Unisul, é que os projetos são multidisciplinares e envolvem soluções de problemas encontrados na sociedade.

“É o olhar do estudante para um problema que eles querem resolver. Ao chegar na universidade, eles têm vários recursos para isto, e o Ânima Nest Pocket é um deles. Mas há ainda as Unidades Curriculares, a plataforma Vida & Carreira e os projetos de extensão e pesquisa”, afirma Attanásio.

O professor reforça que as 18 equipes da Unisul representam várias áreas do conhecimento, o que é muito rico para todo o ecossistema do programa. Alguns dos trabalhos têm potencial para virarem, de fato, uma startup, já outros se encontram em uma fase mais conceitual. Entre eles estão um aplicativo que conecta ONGs que abrigam animais para adoção às pessoas interessadas em adotá-los. Há ainda a criação de uma luminária inteligente e ambientalmente correta destinada à pesca de camarão, muito comum na região de Santa Catarina.

As equipes são compostas por alunos dos cursos de Arquitetura, Administração, Ciências da Computação, Design, Design Moda, Direito, Engenharia de Produção, Engenharia e controle de Automação, Engenharia Química, Jornalismo, Marketing, Medicina, Odontologia, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Sistemas de Informação, e tecnólogo em Comércio Exterior.

“O nosso DNA tem uma linha de empreendedorismo e inovação, por isso é natural o engajamento dos alunos no programa Ânima Nest Pocket. No geral, eles percebem uma situação que não está boa e querem, de alguma forma, contribuir para resolver. O mindset é esse.”

O programa

No Ânima Nest Pocket, os universitários têm acesso a uma trilha de aprendizagem e acesso a ferramentas que vão permitir que eles coloquem em prática suas ideias. Durante todo o trajeto, terão acesso a workshops e mentoria com os “agentes Nest”, que podem ser executivos da Ânima Educação e profissionais com notoriedade no mundo do trabalho.

“Há uma série de tarefas e as equipes precisam evoluir de forma autônoma. Há o aplicativo Ânima Nest, que é um game de empreendedorismo em que os estudantes trilham um percurso em paralelo. Eles são assessorados por alunos e voluntários que são os ‘agentes Nest’ que vão auxiliando as equipes até chegarem ao final”, conta Attanásio.

Na reta final, cada regional faz uma seleção da etapa semifinal. A Unisul disputa na Região Sul, que inclui UniSociesc e o Centro Universitário Curitiba (UNICURITIBA). Os dois melhores trabalhos disputam a final, na etapa nacional, e têm de encarar o pitch final formado por profissionais do mercado. Os três primeiros colocados recebem remuneração em dinheiro.

No ano passado, a Unisul conquistou a segunda colocação na etapa nacional do Ânima Nest, com a criação de um purificador de água feito a base de plasma.